ColunistasGeral

Táxi X Uber…Falácias…Denúncia…Pai Caio…De olho na urna…Fio de bigode

A Palavra do Machado - Caçapava do Sul, 13 de setembro de 2019

Táxi X Uber – Não deu outra. Ainda na última sessão da câmara foi comentado que o transporte de passageiros por aplicativos – Uber – estava se estabelecendo em Caçapava do Sul e que a convivência com taxistas não seria pacífica, e foi o que aconteceu. Dois dias depois do relato na Câmara, um motorista do Uber denunciou via redes sociais ter sido espancado por “taxistas desesperados” de Caçapava do Sul. O tema é polêmico há bastante tempo e vem se estabelecendo nas pequenas cidades. De um lado o tradicional serviço de táxi, que é uma concessão do executivo e por ele regulamentado, com seus direitos e atribuições. De outro lado o serviço por aplicativo que tomou conta do mundo inteiro pela praticidade e principalmente pelo baixo custo.  O que não pode ocorrer são fatos lamentáveis como a agressão física por conta da insatisfação de um ou de outro. Ao executivo cabe a interlocução e a busca de solução pacífica para o imbróglio.

Falácias – O transporte de alunos que ficaram desassistidos pelo município também tem sido motivo de discussão na Casa do Povo. Alguns vereadores não tiveram problema em chamar o secretário de educação de mentiroso, se referindo ao fato de o mesmo ter estado no Legislativo e dizer que o problema dos alunos estava resolvido e só agora ter sido enviado projeto autorizando a compra das passagens. São falácias do secretário, disseram Marquinho Vivian e Boca Torres.

Denúncia – Já que estamos falando em transportes, lembro que na outra semana o vereador Boca alertou (denunciou) uma ilegalidade do prefeito. Boca disse que o veículo Fiat Toro, recentemente adquirido pela prefeitura para transportar medicamentos, viajou em dois meses cerca de 50 mil km, atrás de votos para o então candidato a presidência da Famurs, Giovane Amestoy. E o pior, fez uma mixaria de votos, disse Boca.

Pai Caio – Sobre o fato do Secretário de Obras Paulo Henriques processar o vereador Mariano Teixeira, o vereador campeão de votos Caio Casanova deu conselho ao colega o vereador Mariano Teixeira: fazer do limão a limonada. Segundo a visão do “Pai” Caio a mídia que o caso deve produzir há de se reverter em votos para Mariano nas próximas eleições.

De olho na urna – Pelas palavras de Mariano, em vídeo publicado na internet, não vai ter melzinho na chupeta. Se não estou entendendo errado o vereador do PP não somente reafirma as palavras que disse em plenário como atribui o processo a uma articulação política do advogado visando às próximas eleições.

Fio de bigode – Vale lembrar que se os vereadores honrarem o fio de bigode, no próximo ano Mariano Teixeira deve assumir a presidência do Legislativo, conforme acordo firmado no início desta legislatura.

 

Luís Carlos Machado

Jornalista MTE 18.013/RS Graduado em Marketing

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios