ColunistasGeral

Segredo, Prancha presa, Denúncia, Cemitério, Antenado, Defesa – De quatro, Beicinho, Perseguido, Sem serventia, Quero ver e Sucateadas

EM CAÇAPAVA DO SUL:

Segredo – O clima foi tenso entre a atual administradora do parque da Pedra do Segredo, Jaqueline Moreira, que foi até a Casa do Povo para falar sobre a situação do local. De largada ela disse em alto e bom som que desde dezembro, quando assumiu, nenhum dos vereadores esteve no parque e por isso não poderiam falar com propriedade. Ela e o Secretário Adjunto de Turismo, Erni Rocha expuseram aos vereadores as reais condições do parque, entre as quais o fato de que Jaqueline encontra-se realizando um trabalho provisório visto que o licitado abandonou o contrato. Ambos mostraram que tem bons planos para o futuro do ponto turístico e que trabalham numa reestruturação que tem início na alteração do nome do parque que deve se chamar Parque Natural Municipal da Pedra do Segredo para ser reconhecido pela Unesco e poder receber verbas de grandes empresas como a Nexa que deve se instalar em Caçapava. Entre um ponto e outro discutido entre os convidados e os vereadores um deles lembrou de Leandro Basoti , “O secretário que caiu de paraquedas em Caçapava”. “Aquele da Tocha Crioula”.

Prancha presa – Caio Casanova disse na sessão anterior que o caminhão prancha do Estado teria sido retido por problemas com documentos . Como alguns colegas não acreditaram Caio disse que foi investigar e teve certeza do fato. A prancha ta presa! Já Ricardo Rosso – PP, disse que só uma das máquinas do Estado está sendo usada e as outras só podem ser transportadas por prancha que foi apreendida pela PRF.

Denúncia – Marquinho Vivian – MDB, disse que o Centro Materno Infantil se mostrou um projeto falido e denunciou em plenário que tratores da prefeitura estariam fazendo pastagens para grande produtor rural enquanto tem pequeno produtor desassistido.

Cemitério – Mano – PP, disse fazer um ano e até hoje não resolveram o problema de falta de pedreiro no Cemitério.

Antenado – Luiz Fernando Boca Torres – PT, declarou guerra ao novo Secretário de Planejamento, o também vice prefeito Luiz Guglielmin. Boca disse que agora sabe por que o secretário nunca sabe o que está acontecendo nas obras de Caçapava do Sul, é porque o secretário instalou uma TV na sala dele.

Defesa – Pirola Menezes – PP, – Falou da injustiça que é o coordenador da Defesa Civil de Caçapava do Sul não receber nada e ter de usar seu carro bem como seu computador para alimentar os dados da situação do município para o Estado e União.

EM SÃO SEPÉ:

 

De quatro – Para dar mais ciúmes aos vereadores de Caçapava do Sul, (que fazem PIs e esperam por muito tempo as informações) poucos dias após ter realizado Pedido de Informações ao Executivo, solicitando os números atuais dos CCs, FGs, e Estagiários pagos pela prefeitura de São Sepé, Tavinho já está com as informações na mão. Em plenário o vereador relacionou os números, os quais afirmou serem maiores os que haviam sido ditos na Casa do Povo (18 CCs) pelos vereadores de situação. “O número de servidores não pode ser usado de forma demagógica” disse Tavinho. São 157 os CCs, FGs e Estagiários divididos desta forma: 22 CCs, 48 Estagiários e 87 FGs. A diferença entre o número dito 18 e o apresentado é de 4 cargos em comissão.

Beicinho – Crente que seu projeto voltado ao bem estar animal seria aprovado, o vereador Eto Vargas chegou a fazer beicinho quando viu a maioria dos colegas se levantar para rejeitar sua proposta: A Semana de bem estar dos animais. Ela seria uma semana de festividades voltada à causa do bem estar anima. Mas, sem dar o braço a torcer, o obstinado edil já disse em plenário: Vou abraçar esta causa!

Perseguido – O vereador Tavinho Gazen – PDT, acredita ter sido alvo de perseguição. Em plenário relatou que sua filha Luciana estava construindo residência e mesmo mantendo o máximo cuidado, em manter o material usado dentro dos limites dos tapumes exigidos, em certo momento uma carga de brita foi colocada em frente a obra e obstruiu o passeio público. Conforme o vereador, imediatamente Luciana foi notificada. “Isso é no mínimo no mínimo perseguição”, disse, comparando com obra em andamento quase ao lado da prefeitura e que frequentemente interrompe o passeio público.

Sem serventia – O vereador Maninho – MDB, perguntou se algum colega alguma vez viu mototaxista no abrigo existente na sete de setembro ao lado da loja Quero-Quero. O parlamentar acredita que a estrutura não tem finalidade colocada onde está.

Quero ver! – A vereadora Zilca Camargo – PDT disse que o Clube de Mães do Bairro Pontes está elitizado e desafiou os coordenadores do Paem a realizar o evento nos bairros pobres. “No centro é fácil”, disse a vereadora.

Sucateadas – O presidente da Casa, Paulinho Nunes acredita que a comunidade deva ter mais praças para convergência dos cidadãos. Hoje vejo praças destruídas e com brinquedos em condições precárias. “Queremos ver boas estruturas montadas para a comunidade”, disse.

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios