Caçapava do SulCulturaDestaqueEducaçãoGeralPrefeitura de Caçapava do Sul

Prefeitura faz entrega de prêmios a educadores que incentivam educação Afro-Brasileira

A Prefeitura Municipal, através da Coordenaria de Promoção de Igualdade Racial (COMPIR) e da Secretaria de Educação, em parceria com a Unipampa, Sindicato dos Professores e Clube Recreativo Harmonia, realizou nesta terça-feira (20), Dia da Consciência Negra, a cerimônia de entrega da 1ª Edição do Prêmio Maria Leniza Dorneles Esteves.

O Prêmio, cuja homenageada que dá nome a ele, a professora negra de formação mais antiga do município, e que nos deixou mês passado e é celebrada nesta data-, estimula o desenvolvimento de boas práticas educativas em cultura e história afro-brasileira nas escolas do Município de Caçapava do Sul.

Nele, três projetos vinculados a promoção da igualdade racial e ao estudo da história e cultura afro-brasileira nas escolas de educação infantil e fundamental da rede municipal foram premiados em dinheiro, de acordo com a Seleção feita, conforme Edital e pelas redes parceiras supracitadas.

A tarde de premiação contou ainda com homenagem à Professora Leniza, com a participação da família da homenageada (in memoriam).

Aristides Costa (que falou em nome do Prefeito Giovani Amestoy, que está em Brasília-DF em reunião com Ministros e Deputados Federais) frisou a importância da Coordenadoria de Promoção de Igualdade Racial, criada neste ano através de projeto Executivo (da Prefeitura Municipal) e aprovado pelo Legislativo (Câmara de Vereadores) e que “visa corrigir o erro histórico de exclusão da comunidade negra e promover, com ações, Leis e discussão melhorias e inclusão”.

Em seguida, Bruno Emílio de Moraes, do Neabi da Unipampa, lembrou da importância da data, de Zumbi dos Palmeiras e do contexto histórico afro-brasileiro.

Cátia Cilene falou sobre os projetos, Fóruns e Leis que estão em andamento pelo Compir, da participação efetiva do Executivo em parceria com a Comunidade, dos avanços e da representatividade do negro em diversos âmbitos, lembrando o título Nacional de Mestre da Cultura Popular do Estado, recém conquistado pelo Tio Cida (Acidemar Melo que estava presente) e também pelo Leonidas Dutra, o Mais Belo Negro do Estado.

A Coordenadora da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Tânia Regina Neves de Paula, convidada para o evento, falou de Projetos de Políticas Públicas de conscientização e presentou alguns convidados com livros que enaltecem escritores negros gaúchos.

A Professora Emilinha dos Santos, do Sesi de Bagé, falou da importância dos projetos premiados e que “apresentam às crianças e adolescentes a verdadeira história da comunidade negra, que precede a história contada em livro, de quando foram escravizados, lembrando que antes do crime de tráfico negreiro já existiam os negros, suas culturas e origens”.

A fala dela foi acompanhada em seguida da Presidente do Sindicato dos Professores de Caçapava do Sul, Dolores Stell, que parabenizou a Prefeitura e Seduc “pelo projeto pioneiro e que enriquece a cultura e educa as crianças para o futuro com mais equidade”.

Participaram ainda do encontro a Secretaria de Assistência Social, Zoé Silveira, Luiz Hugo Burin (da Comissão avaliadora do prêmio), Zé Adão (que faz parte do Harmonia e foi representando a Câmara de Vereadores), a Mais Bela Negra de Caçapava do Sul, Janice da Rosa, professores, diretores, familiares da professora Leniza e comunidade negra de Caçapava do Sul.

Deixe uma resposta

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios