DestaquePolíciaRegião

Operação policial faz maior apreensão de dinheiro da história

Uma operação policial da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas – DEFREC, do Setor de Inteligência e Pelotão de Operações Especiais da Brigada Militar realizou a maior apreensão de dinheiro do tráfico de drogas da história da cidade de Bagé. Além da grande quantidade de dinheiro também foi realizada a maior apreensão de drogas do ano.

A investigação começou em janeiro de 2018 quando MARCELO foi preso na cidade de Pelotas na posse de um veículo roubado, que trafegava placas clonadas. A partir dessa prisão os policiais passaram a investigar uma extensa rede de distribuição de drogas da cidade de Pelotas para Bagé e região. Naquela oportunidade ele havia ido até Pelotas para buscar uma grande carga de entorpecentes, que seriam trazidos para abastecer dezenas de pontos de venda de droga na cidade.

Durante as investigações a polícia conseguiu identificar o local onde a droga era depositada. Com base nas informações o Poder Judiciário autorizou a busca e apreensão em duas residências – do MARCELO e da sua namorada ROSI MERI. Os dois indivíduos já tinham antecedentes criminais por tráfico de drogas e eram investigados pela Polícia.

MARCELO estava chegando no local quando foi preso em flagrante pelos policiais do Pelotão de Operações Especiais da Brigada Militar. Os policiais ainda apreenderam um veículo roubado que estava sendo utilizado pelo casal, com placas clonadas, além de dezenas de munições – incluindo munições de calibre restrito das forças policiais (9mm e de fuzil 7mm).

O Delegado Cristiano Ritta ressaltou que a investigação qualificada permitiu uma ação pontual, no melhor momento para apreensão do grande volume de droga e de dinheiro. Ele destacou ainda que somente com a descapitalização das organizações criminosas é possível um combate efetivo ao crime.

Após os procedimentos legais os presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Bagé, onde permanecem à disposição da Justiça.

Denúncias anônimas podem ser realizadas por meio do WhatsApp da Defrec (53) 99930 5873 ou da Brigada Militar (53) 99704 0632.

Luís Carlos Machado

Jornalista MTE 18.013/RS Graduado em Marketing

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios