Caçapava do SulColunistasCulturaOpinião

O dia tem 24 horas. Cada hora tem 60 minutos…

Renata Miranda Adm. da Universidade Federal do Pampa Psicanalista em Formação, Practitioner em PNL, Master Coach, Escritora e Palestrante

O dia tem 24 horas. Cada hora tem 60 minutos. E nada do que fizermos muda isso. Correria. Excesso de atividades, velocidade. O avanço da tecnologia oferece um acúmulo de informações tão grande que nosso cérebro não dá conta de realizar tantas tarefas ao mesmo tempo.
Tempo para a família, para os amigos, para estudar, obter conhecimento e progredir na vida. Trabalhar, crescer profissionalmente, cuidar da saúde, fazer exercícios. Inventamos desculpas de que não temos tempo para fazer exames de rotina, mas quando nos deparamos com um diagnóstico de câncer percebemos que nada mais faz sentido senão cuidar da saúde perdida. De que adianta tanta correria?
Somos uma das gerações mais viciadas em trabalho da história, porém continuamos sendo os mesmos seres humanos de sempre cujo cérebro tem capacidade para fazer 4 coisas ao mesmo tempo, porém mantém a concentração em apenas uma coisa por vez. Nunca dormimos tão pouco. Nunca ficamos tão tensos com tantas coisas para fazer.
O balanço entre vida e trabalho é o que determina a gestão do tempo. Então como adaptar as nossas 24 horas a nossas demandas? A vida só é possível se você se concentrar intensamente em uma tarefa por vez. Presente no presente. Focado no momento. Os budistas acreditam que a distração é um dos venenos do espírito.
Relação tempo x capacidade. Você pode fazer tudo que promete no tempo que tem disponível? Qual o limite da sua capacidade? O que você deve colocar foco? Priorize e defina uma lista de tarefas imediatas e posteriores, assim como aquelas que poderão ser delegadas.
Não divida a sua atenção com coisas sem importância. Pense no tempo nas redes sociais. Ficar o dia inteiro trocando informações sobre nada não te leva a lugar algum. Permita-se o ócio criativo. Parar, limpar a mente. Livre de pressões para obter a inspiração necessária para produzir de maneira criativa e inteligente. Tenha um tempo específico no seu dia para tarefas de médio e longo prazo. Seja objetivo em reuniões de trabalho, aliás, com tanta tecnologia disponível não precisamos de tantas reuniões presenciais. Não perca seu tempo com amizades que não te fazem bem.
Por último, a dica fundamental, aprofunde-se em autoconhecimento para saber onde investir seu tempo de acordo com os pontos que você valoriza na vida. Tempo é questão de prioridade. O que for verdadeiramente importante para você, você vai conseguir encaixar nas suas atividades. Enquanto você não observar isso, sua vida será uma grande perda de tempo.

Luís Carlos Machado

Jornalista MTE 18.013/RS Graduado em Marketing

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios