Caçapava do SulDestaqueGeralPolícia

MP pede revogação da prisão dos réus no caso do Uber em Caçapava do Sul

Réus que estavam presos por agressão e ameaça a motorista de Uber em Caçapava do Sul já estão soltos

Após audiências ocorridas na terça e quarta-feira desta semana, onde foram ouvidas as principais testemunhas do processo o Ministério Público entendeu que a prisão preventiva já atingiu seu propósito e solicitou a revogação da prisão dos acusados.

O promotor de Justiça Diogo Taborda, em entrevista ao site CaçapavaOnline disse que sendo a prisão preventiva uma medida cautelar, tendo ela atingiu seu propósito, e que a maior parte das provas testemunhais foi produzida, requereu ao juiz e este determinou a revogação das prisões preventivas dos presos.

Para Taborda a ordem pública já estava restaurada, pois o Uber pode se instalar normalmente em Caçapava do Sul, bem como as ameaças não ocorreram mais. Além disso a instrução do processo foi preservada visto que as testemunhas que estavam sendo ameaçadas,0 puderem prestar seu depoimento e colher toda a prova processual.

Desta forma Taborda entende que agora cai por terra os elementos que fundamentavam a prisão preventiva dos seis motoristas.

Agora o processo corre com os réus soltos, porém foram aplicados medidas cautelares como a proibição dos agressores manterem qualquer tipo de contato com a vítima ou testemunhas para que estes fatos não ocorram mais.

Em março deve ocorrer outra audiência para a oitiva de mais testemunhas e também testemunhas de defesa e alegações das partes quando o juiz pode até dar sentenças decidindo se os réus vão para júri, absolver ou desclassificar a acusação.

MP denuncia vereador, presidente de Associação e outros 10 taxistas por tentativa de homicídio

Luís Carlos Machado

Jornalista MTE 18.013/RS Graduado em Marketing

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios