Caçapava do Sul

Grupo de mães pede ajuda da Comissão de Educação para que transporte escolar tenha monitores

Um grupo de mães dos bairros Santa Rita e São João procurou a Comissão de Educação, Saúde, Ação Social, Bem-Estar Animal e Meio Ambiente, formada pelos vereadores Ricardo Rosso (presidente), Márcia Gervásio (relatora), Luis Fernando Torres (membro) e Silvio Tolfo Tondo (suplente), para que solicite à Prefeitura a nomeação de monitores para o transporte escolar.

Segundo elas, as crianças que se deslocam até o Instituto Municipal de Educação, não conseguem colocar e regular o cinto de segurança e precisam de orientação no embarque e desembarque do ônibus.

“Nossos filhos têm cinco anos de idade, alguns menos. Eles são crianças, precisam da ajuda de um adulto. Além do fato de não conseguirem colocar o cinto, devido a pouca idade, não sabem se localizar, onde devem desembarcar. No início do ano letivo duas crianças desceram no bairro errado”, relatam as mães.

Por iniciativa delas, foram confeccionados crachás para identificação dos pequenos, mais tarde a própria escola providenciou isso, mas as crianças usam apenas quando estão em sala de aula.

As mães relataram ainda que algumas linhas possuem monitores: funcionários da prefeitura que estão em desvio de função. Outra reclamação é que têm crianças com problemas de saúde e outras que não se adaptaram a nova rotina, por isso a necessidade de profissionais treinados para atuar como monitores.

“O motorista que faz a linha dos nossos bairros é atencioso com as crianças e auxilia eles, mas é impossível dirigir tendo que se preocupar com uma turma de miúdos”, desabafa uma mãe.

Para o vereador Luis Fernando Torres, durante o trajeto podem ocorrer brigas ou desentendimentos, o que causaria a distração do motorista.

“Vamos fazer uma vistoria nas escolas e agendar uma audiência com o secretário de Educação. Depois elaborar um relatório. Nossa preocupação é sempre com as pessoas, elas estão em primeiro lugar”, avalia o vereador.

Deixe uma resposta

Fechar