Colunistas

 Festas e comemorações

 

No Brasil, muitos de nós costumamos festeja  qualquer coisa. Sabemos que nosso País, com dimensões continentais ,  de tamanha diversidade racial, obviamente teria uma imensa diversidade cultural, que diga-se de passagem é algo maravilhoso excluindo-se o carnaval no que eu particularmente vejo muito mais contras do que prós em qualquer parte do País, ao povo só dá prejuízo ,se não moral , pelo menos material . Conversando um dia com um médico amigo me disse que se as pessoas tivessem noção do número de abortos pós carnaval muitas delas enlouqueceriam ou entrariam em depressão, são multidões de assassinados .Os prefeitos , investem muito e dizem ao povo que é retorno turístico para o município e o povo que quer mesmo é festa finge que acredita porque é uma daquelas mentiras boas de acreditar, no momento interessa . Mas o assunto não é bem esse, são as comemorações em geral atendo-me ao Rio Grande do Sul mais precisamente. Semana Farroupilha, uma marca de glória na nossa história, São João, São Pedro Santos Católicos , uma manifestação de fé das mais dignas e respeitáveis que eu conheço, dia da crianças, dia dos pais, das mães  e… o que mais mesmo? Há lembrei, dia das bruxas…! Dessa eu desconheço a origem , alguém conhece, o que ela tem a ver com o povo Brasileiro? Minha insipiência, que todos sabemos significa ignorância solicita o esclarecimento dos sábios leitores que me darão a honra de ler esta humilde  e despretenciosa coluna, qual é a manifestação  cultural representada nesta comemoração? Fui buscar no Aurélio,( não gosto de pesquisar no gogle o significado , gosto do meu velho e seboso dicionário) o significado da palavras bruxa e, ei-lo para todos nós:  “mulher que tem fama de se utilizar de supostas forças sobrenaturais para causar malefícios, perscrutar o futuro e fazer sortilégios; feiticeira.mulher muito feia e/ou azeda e mal-humorada.” Isso é coisa para comemoração??? Não entendo porque num País  com tamanha riqueza cultural temos que comemorar a cultura Americana, que nem é americana, nasceu no Reino Unido e agora  se espalhou pelo mundo e o povo tupiniquim , que adora tudo que vem de lá agarrou com as duas mãos. Reputo isso como uma grandiosa falta de autenticidade dos que comemoram .vejo  nas escolas essa comemoração que as crianças brincam cantam e dançam sem saber o que significa. Não entendo esse fascínio pelo americanismo, reconheço uma nação capitalista de grandes virtudes  mas não acho que sirva para exportar cultura para o Brasil, já chega o Wisk que eles nos venderam para depois nos comprar, as armas que fomos obrigados a comprar deles por trinta anos após a segunda guerra mundial onde foi assinado um acordo que proibia o nosso País de fabricar uma bala para o exército, tudo tinha que ser comprado de lá , tudo, nos tornamos escravos financeiramente falando e agora culturalmente também? A  mim não me serve. Então, já existe desejo de comemorar alguma coisa, demos ênfase ao dia do PERDÃO, o dia do AMOR, dia do ; ME DESCULPA, dia  do COM LICENÇA,  do MUITO OBRIGADO,  dia do vizinho e  dia do BOM DIA  nem  já que as pessoas nem se cumprimentam mais hoje em dia.

Deixe uma resposta

Fechar