Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Caçapava do SulCaçapava do SulDestaquePolíciaTrânsito

Combustível: Forças de Segurança Pública se reúnem para discutir distribuição

As forças de Segurança Pública de Caçapava do Sul, Brigada Militar e Polícia Civil, se reuniram nesta terça-feira (29) para discutir o abastecimento de combustível no município. O motivo foi devido a notícia de que os postos deveriam ser reabastecidos na data de hoje.

O prefeito Giovani Amestoy e os empresários dos postos de combustíveis participaram da reunião, que teve como objetivo discutir a normalização do abastecimento no município, além de discutir de que forma seriam redistribuidos de maneira que atenda os serviços básicos (Forças de Segurança – BM, Bombeiros, PC, PRF – e de prestação de serviços essenciais para a comunidade como o atendimento prioritário de Secretarias como Saúde, Educação e Obras).

De acordo com os empresários responsáveis pelos postos do município, o combustível que estava previsto para chegar em Caçapava nesta terça-feira (29) não tem mais previsão, devido as barreiras de protesto ao longo das rodovias e também do impedimento da entrada deles na refinaria para abastecimento dos tanques.

“Foi divulgado na imprensa local que chegaria combustível hoje, fato que gerou filas antecipadas nos postos e audios e vídeos espalhados pelas redes sociais incitando a população contra a chegada deste comboio. Esse tipo de comportamento nos preocupa, por isso solicitamos a reunião com as forças de segurança, registraremos um Boletim de Ocorrência, e estamos buscando meios de atender a toda população, sem causar tumultos”, disse um dos responsáveis pelos postos.

Foi decido em reunião que, tão logo chegue o comboio no município, cuja previsão é até o fim de semana, serão abastecidos primeiro os veículos oficiais e de atendimento humano prioritário e, em seguida, será emitida uma nota para a população para que faça o abastecimento. A medida é para evitar filas antecipadas, tumultos e que, também, a quantidade deve ser racionada, para atender o maior número de veículos possível até que se normalize o abastecimento.

Deixe uma resposta

Veja Também

Fechar
Fechar