Colunistas

Assombração, Reserva, Titular, 13 é o número, Caixa Preta, Vizinho, Ao Léo, Quebrado, Zóinho, Fratura, Mutirão, Falecido, Pracinha, Aperto Final

A Palavra do Machado é um resumo da Sessão Legislativa de Caçapava do Sul, comentado pelo diretor dos jornais A Palavra e CaçapavaOnline

  • ASSOMBRAÇÃO – A figura do Coronel Tiaraju, como gestor em Caçapava do Sul, ainda é bastante controversa. Por hora atacado como arrogante e mau gestor, num estalar de dedos é admirado, exaltado e até usado como referência de político populista. Suas contas reprovadas servem de troféu para a oposição. Confirmando o que digo, Marquinho Vivian falou em plenário que não entendo, mas respeito a opinião de alguns caçapavanos, que dizem ter saudades do Coronel.
  • RESERVA – Na manhã da segunda-feira, 08, o prefeito Amestoy, acompanhado do ex-secretário de planejamento, recebeu viatura e coletes à prova de balas para a segurança pública do município. Os itens são oriundos de verbas do deputado Afonso Motta – PDT e ex-deputado José Otávio Germano – PP. O ato foi em frente ao Palácio Piratini, comandado pelo governador Eduardo Leite – PSDB. Não sei bem por que o vice-prefeito, Luiz Guglielmin, que é do mesmo partido do governador, não o acompanhou. No seu lugar foi o ex-secretário da pasta, Flávio Monteiro. Nada como ter um secretário reserva.
  • TITULAR – Enquanto isso o atual Secretário de Planejamento, Luiz Guglielmin, acompanhado do vice-prefeito (que é ele mesmo) se reunia com os vereadores para tratar sobre o andamento dos projetos oriundos das emendas parlamentares destinadas a Caçapava, através do movimento político local. O encontro transcorreu de forma harmônica e produtiva, dentro do bom diálogo que queriam os vereadores com o Poder Executivo.
  • 13 É O NÚMERO – Foram treze obras relacionadas, sendo que o PT (13) tem indicação em sete delas. Uma de Paulo Paim e seis de Paulo Pimenta. Depois vem o PP com 3, 5 indicações de Heize, Ana Amélia e José Otávio. E, por fim, mas não menos importante o MDB de Márcio Biolchi e Mauro Pereira. Isso demonstra claramente que os edis caçapavanos não estão dormindo nas palhas e já descobriram o caminho.
  • CAIXA PRETA – Luiz Fernando Boca Torres – PT – “O município repassa mais de R$ 300 mil por mês e não tem assistência. Essa é a famosa, caixa preta, do hospital. Quanto mais dinheiro vai para o hospital pior fica a saúde em Caçapava”. Sílvio Tondo – PP quer saber – “Que gestão é essa que só pede recursos, como para obra no teto do SAMU e outros recursos destinados à saúde, mas não consegue dar o atendimento necessário. Foi tirado um milhão e duzentos da educação para pagar diárias? Que gestão é essa?” Disse o presidente da Casa.
  • VIZINHO – Marquinho Vivian – MDB relatou caso de cidadã que buscou, sem êxito, realizar cirurgia eletiva em Caçapava do Sul enquanto que ao buscar o atendimento no município vizinho, São Sepé, conseguiu em apenas 20 dias. “A Câmara está brigando pela saúde do município e pelo INSS o Executivo nada faz! O que essas pessoas vão dizer na hora de pedir votos à comunidade? Vêm mentir aqui nessa Casa”, disse Zilmar Araújo – Mano – PP.
  • AO LÉO – Mariano Teixeira – PP – parecia estar em campanha para o prefeito de São Sepé, Léo Girardello. Mariano disse que ele está cuidando mais dos caçacapanos que o prefeito Amestoy.
  • QUEBRADO – Paulinho Pereira – PDT – Argumentou que a traumatologia piorou bastante depois que foi tirada de Cachoeira do Sul e que, sobre as cirurgias eletivas, acredita que o ideal é que Caçapava do Sul fosse subordinada à Coordenadoria de Saúde de Santa Maria.
  • ZÓINHO – Ricardo Rosso – PP – tem insistido que é hora de debater a saúde pública de Caçapava – “como podemos ter um Centro Oftalmológico que atende outros municípios e não consegue atender mais que cinco caçapavanos por mês?” Boca, disse que são cinco atendimentos gratuitos mas, que se for particular faz, é só pagar. “Então estamos dando dinheiro pra eles atenderem particulares?”
  • FRATURA – José Sidinei Menezes – Pirola – PP – também não concorda que sejam realizadas apenas cinco cirurgias mensais no centro de referência. “Isso não é possível, fizemos esforços para resolver os problemas e não estão sendo resolvidos. Em Caçapava um cidadão com fratura, espera há nove dias o atendimento”.
  • MUTIRÃO – Caio Casanova – SD – relatou que percebeu a alegria de cidadão ao saber que Faxinal do Soturno realizará um mutirão oftalmológico. “Mas isso é um absurdo, temos um centro de referência aqui e vamos mandar pacientes pra fazer procedimento em Faxinal?”
  • FALECIDO – Caio Casanova contou aos colegas que ficou preocupado com o resultado de uma pesquisa feita por uma rádio local. Nela foi questionado qual seria o vereador mais atuante de Caçapava do Sul. O resultado foi inusitado: o vereador mais atuante, segundo quem respondeu a pesquisa, já morreu há 20 anos.
  • PRACINHA – Pirola quer ver construída uma pracinha no Rincão dos Seixas. Para isso até já conseguiu a madeira tratada necessária, fruto de doação de empresário local. Ele usou como argumento a satisfação de frequentar um quiosque na praça de Santana da Boa Vista com bancos e banheiro.
  • APERTO FINAL – Silvio Tondo – “As pessoas que vêm de fora não podem usar o banheiro da praça, que município é esse?”

Deixe uma resposta

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios